Home > wilsoncarlosfua

ECON. WILSON CARLOS FUAH ECON. WILSON CARLOS FUAH
Foto: ARQUIVO PESSOAL

O  VASCO É SÓ EMOÇÃO

                           A eleição que em todos os Clube e Associações é muito simples e natural, no Vasco, é muito diferente, com capítulos definidos na Justiça em função de uma Urna 7, (que continha muitas suspeitas) e um Estatuto totalmente fora dos patrões democráticos, onde os sócios votam só por votar, mas quem decide são os conselheiros, que ao fim torna uma eleição indireta, é como se os eleitores brasileiros fossem convocados para votar para eleger o Presidente do Brasil, e ao final, o Congresso Nacional realmente votasse e elegesse o Presidente. 

                           Ao fim, o resultado trás a luz da vontade  de um Conselho que deve ser diminuído e reformado, pois esses idosos e respeitados senhores, jogaram na cara dos Sócios, o resultado do  improvável: nem Miranda e nem Brant, mas sim o desconhecido gestor Campello.

                         Será que o “acaso” salvou o Vasco?

                         Não sabemos o que vem por aí, mas sabemos que por três anos (ou mais) estaremos livres do Sr, Miranda, um cidadão que demonstrou que não tem amor nenhum pelo Vasco, apenas queria permanecer como um ditador com característica de uma figura ultrapassada (charutos e Suspensórios), contraindo dívidas  e mais dívidas; com os salários atrasados, e nem passagens e preparatório para o Clube participar de um campeonato internacional da maior importância esse Ex-presidente preocupou, e teve como os últimos atos, desmantelar o plantel,  e o que poderíamos esperar do Sr. Brant, que acreditou ser um vitorioso antes da vitória final, (ele não sabia que a vontade dos idosos conselheiros, estão acima das decisões democrática dos Sócios) e demonstrou muita falta de experiência, ao invés de continuar a sua campanha junto aos Conselheiros, foi jantar em Paris e decidir pela contratação do Samuel Etó, mesmo não tendo a certificação da vitória, e também ninguém lhe informou que antes de tomar posse  como Presidente do Vasco, não é oficialmente represente do Clube, nem aqui, muito menos em Paris. Ele (Brant) foi muito inocente ou inexperiente, pois para concretizar a sua vitória, depois de  indicar 120 conselheiros, confiou e foi traído por eles mesmo, e não pelo Campelo, que para eleger-se fez acordos, porque conhecia as regras estatuto.

 

           Ninguém pode afirma nada do que seria a administração do Sr. Brant, eu particularmente torci muito pela vitória do Brant, porque queria ver o Vasco livre da família Miranda,  e ele representava a mudança e era o único em condições de derrotar o atraso, a ditadura e a prepotência desse Sr. Miranda.                                                           

           Mas, a eleição tumultuada elegeu o Presidente Alexandre Campelo, que pode dedicar parte da sua vida ao Vasco da Gama, e o que nos resta depois dessa decisão estatutária, é esperar que ele promova a reestruturação  e reconstrução do Vasco, porque muitas surpresas ainda vem por aí, porque depois dessa administração desastrosa que os Mirandas, fizeram no Vasco tudo pode-se esperar.  

             Por isso, o  Dr. Alexandre Campelo terá que desenvolver várias reformas, ter muita criatividade e implantar uma administração participativa (delegando poderes)  e transparente (abrindo a caixa preta do Eurico Miranda e do Roberto Dinamite).

             Para demonstrar que não tem compromisso com as administrações passada e  tem que ter  o compromisso com modernização, terá que implantar as seguintes decisões:

              1ª – terá que nomeia uma comissão de revisão do estatuto, propor a reforma estatutária, transformando as próximas eleições de forma direta, que a vontade dos Sócios sejam soberanas e respeitadas, ou seja, a decisão do  Conselho jamais deve estar acima da vontade daquele que são os verdadeiros donos do Vasco.

             2ª – promover uma grande Auditoria através de empresa contratada e com reconhecido saber e competência em todo Brasil,   e demonstrar e trazer a público tudo que aconteceu nas administrações passadas (Dinamite e Miranda);

             3ª – recompor todos os Departamentos, descentralizar a administração e modernizar os controles das ações no Vasco;

              4ª – mas, o principal será montar um plantel que honre as tradições do Vasco; pois chega de contratações ridículas, fazendo com que torceres volte a ter emoções com um time competitivo e vitorioso,  e com isso haverá adesões  de novos sócios. Um time  de futebol vitorioso e campeão, trará a paz e união dentro do Vasco,

            Esses 4 itens, é determinante para sabermos como será a Administração Campelo, e o que esperar do futuro do Vasco.

            Eu sou Vasco: não sou Dinamite, não sou Miranda, não sou Brant. Mas agora, mesmo sem conhecer o Dr, Alexandre Campelo, estarei torcendo para que ele faça uma grande administração, e para saber se ele foi a escolha certa, se  foi bom ou ruim, só após do fim do seu mandato.

           O Clube de Regatas Vasco da Gama será forte e respeitado, se o Dr. Campello souber contratar um time à altura e tradições do Vasco, o resto é jogar conversas fora,

  Economista Wilson Carlos Fuáh – É Especialista em   Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas, e apaixonado pelo VASCO.

        Fale com o Autor: [email protected]

            

 

 

Compartilhe

Mais comentadas