1 comentário(s) - Versão BETA!
  • Lenilton Castro

    Ouvi apenas Garrincha jogar pela Rádio Nacional, ver, somente no Canal 100, no Cinema. Mesmo pesado, foi prazeiroso, saber que ele estava vestindo a camisa do Vasco. Um reconhecimento, talvez, pelo que fez pelo Brasil em 1962. Não sei, tinha apenas 6 anos e daquela seleção, lembro-me apenas das fotografias em folhinhas promocionais. Pelo Vasco escutei seu gol de falta, a vibração do locutor num drible torto e só, parou ali... Primeira e última vez do adolescente que nunca virou adulto jogando num time de verdade. Quanto a mim, tinha 11 anos, mas meu pai era Vascaíno doente e eu sempre ficava ao seu lado escutando os jogos do Vasco.

    ASTERIO VIEIRA

    "meu pai era Vascaíno doente". Vascaíno não é doente, vascaíno é apaixonado, ama muito o clube. Doente é flamenguista.


    • 0
Comente também - Versão BETA!

ANTES DE ESCREVER SEU COMENTÁRIO, LEMBRE-SE: não publicamos comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Confira nossas regras de uso!

Enfrentando dificuldades para comentar? Clique aqui e entre em contato.