Home > duamaral

Caros amigos.

Estava a muito tempo sem escrever neste blog. Um certo desânimo que me tomou conta com relação ao nosso clube me fez deixar de acompanhar e comentar sobre o atual momento do CRVG.

Esse fim de semana de feriado prolongado, no tédio de um domingo após comer uma macarronada e sem muito o que fazer, resolvi dar uma chance aos jogos do brasileirão. Assisti, primeiramente, a dita " final" entre a paulistada e até certo ponto curti o jogo. Não que fosse brilhante tecnicamente a partida, mas pelo menos não faltou emoção e ingredientes de um clássico que valia muito. 

Pois bem. Findo o jogo mudei o canal para Vasco e Vitória. Resolvi dar uma chance ao Vasco. Afinal o jogo valia a entrada na zona de classificação da Libertadores e o adversário é uma das, em tese, piores equipes do campeonato. Apesar da contusão do Anderson Martins o começo foi bom com um gol logo cedo o que para o vasco é sempre importante já que a equipe economiza no quesito marcar gols. Contudo, aquilo que parecia se encaminhar para uma vitória tranquila e G7 garantido virou um pesadelo. A covardia do time vascaíno, aliada a atuação sofrível do time mais uma vez, fez com que o Vitória tomasse conta do jogo, amassasse o Vasco e transformasse o resto do meu domingo em um misto de sofrimento, decepção e constatação, mais uma vez , de que precisamos urgente de novos rumos se quisermos um dia voltar a sermos protagonistas no futebol nacional.

Sinceramente temos que levantar as mãos para o céu de termos já atingido pontuação para escaparmos novamente da segunda divisão. O time do Vasco é feio e com força. Um misto de veteranos decadentes com alguns jogadores que não jogariam nem na minha pelada, vide Jean, e alguns jovens que apesar de talentosos não conseguem deslanchar como o Mateus Vital, Evander e outros. O único que pegou a camisa vestiu e jogou como gente grande, infelizmente já foi embora e é banco no " poderoso" Girona da Espanha. Falo do Douglas Luiz, que nem esquentou com a camisa cruz-maltina, assim como o Felipe Coutinho. Fruto de que? Fruto da má gestão do nosso futebol que precisa vender os seus meninos craques por uma ninharia aos clubes europeus para pagar as suas contas e enriquecer os seus administradores.

Terça-Feira é dia de eleição no Vasco. O sócio votante tem o poder de decidir se quer que o Vasco continue com esse modelo de gestão ultrapassado e ditatorial que levará nosso clube talvez a mais alguns títulos cariocas e nada mais ou buscar em outros grupos com novas idéias o caminho para a reestruturação, modernização e quem sabe de novo o caminho do protagonismo no cenário nacional. Do contrário o sentimento não só vai parar, como irá morrer nos corações já combalidos dos vascaínos.

Que Deus ilumine os sócios. O futuro está em vossas mãos.

Quanto a vaga da Libertadores, pelo que vi ontem, não acredito. Acho que nem merece. Seria, sem dúvida, uma prova de que o Brasileirão deste ano foi o pior de todos os tempos.

Saudações Vascaínas.

Compartilhe