Home > willeglau

Em 1997, eu estava me "formando" na oitava série, terminando o "1° grau", atual ensino fundamental e haveria uma cerimônia de formatura. Nessa formatura, alunos e alunas foram divididos em pares para a entrada na cerimônia. Me lembro que a menina que foi designada para entrar comigo era bem desarrumadinha... parecia não pentear cabelo, às vezes ia com a roupa rasgada às aulas e era motivo de chacota pra todo mundo. Quando soube que eu ia ter que entrar com ela, comecei a falar que não ia na formatura, ameacei não ir e, de fato, estava decidido a não ir. No fundo, não era nada contra a menina: meu medo era servir de chacota depois por ter entrado com ela. Coisas de criança/adolescente.
No dia D, de tanto meu pai falar na minha cabeça, acabei indo à tal formatura. Nem me arrumei direito nem me preparei, afinal ia servir de chacota mesmo! Resignado, estava torcendo para a tal menina não ir, mas ela foi... Pra minha surpresa, ela estava linda! Cabelos arrumados, vestido impecável, maquiagem adequada à idade dela, tudo perfeito. Ela estava mesmo muito bonita. Na verdade ela já era bonita, só estava mal cuidada. E eu, o par dela, estava mal arrumado e muito sem graça por estar ao lado dela toda linda daquele jeito.
Estou me sentindo da mesma forma após a vitória do Vasco sobre o Palmeiras. No último post, estava decidido a desistir desse ano. A atuação patética contra o Fluminense realmente me desanimou muito, depois de todo o sofrimento no brasileiro. Mas aí, o time resolve fazer uma partida digna, os resultados conspiram a favor, e lá estamos nós (leia-se eu) acreditando de novo. Disse que não iria assistir à partida contra o Palmeiras, mas às 17:00 do dia 08/11 lá estava eu sentado na frente da TV roendo as unhas. E depois do jogo, estava com aquela cara de tacho e com a língua queimada por ter escrito #EuEscolhiDesistir no blog. Mas e daí? Essa gangorra de sentimentos faz parte do ser vascaíno? Sim, e sempre fez. Eu só havia me esquecido disso. Em 1995 e 1996 o Vasco quase foi rebaixado para depois ser campeão em 1997. Em 2000, o Vasco levou uma sapatada de 4x0 dos mulambos, mas foi campeão de novo, depois do amargo vice mundial. Naquele mesmo ano, o Vasco perdia de 3x0 para o Palmeiras na Mercosul e virou o jogo de forma histórica. Sim, torcer para o Vasco sempre representou extremos de emoção. Me esqueci também que o atual time do Vasco não é o culpado pela situação. Charles, Aislan, Christianno, Guiñazu (alguém sente falta dele?), Jhon Cley, Herrera e Thalles; esses sim não são dignos de vestir a camisa do Vasco. Uma pena nosso atual plantel estar brigando para não cair... Se houvesse planejamento, a disputa poderia por uma posição bem mais nobre e à altura de nossas tradições.
Que fique claro que todo blogueiro tem direito de escrever o que pensa, e é para isso que os blogs existem. Cabe aos leitores concordar, discordar ou simplesmente ignorar a opinião. E enquanto nossos pensamentos forem influenciados pela gangorra de emoções, as opiniões, sejam elas positivas ou negativas, acabam sendo afetadas. Ainda acredito na salvação, embora tivesse antes desistido. De qualquer forma, queimei minha língua antes e prefiro que seja assim: esperar o pior e acontecer o melhor. Se um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, espero não queimar a língua de novo...

Compartilhe

Mais comentadas