Home > wilsoncarlosfua

ECON. WILSON CARLOS FUAH ECON. WILSON CARLOS FUAH
Foto: ARQUIVO PESSOAL

O VASCO ESTÁ SEM PADRÃO E SEM PATRÃO  

          

        O Vasco contratou um técnico com muitos diplomas da UEFA, e transformou Time do Vasco em Laboratório, e com o começo o segundo turno e ele ainda não encontrou o time titular ou ideal, por isso, não tem conjunto, e com as mudanças constantes, o time não terá um padrão de jogo nunca.

       O Professor e Cientista Milton Mendes, tem que em seus estudos a não repetição de um mesmo time, a cada jogo ele inventa uma nova escalação, e coloca um jogador que está esquecido no elenco e retira que está destacando, e assim o Vasco já está a três (3) pontos da Zona de Rebaixamento.

       A última experiência no Laboratório Vasco da Gama, é  colocar o Wellington o pior volante do elenco, que não desarma e erra dos os passes e o que falar do Wagner, um apoiador que passa o jogo inteiro rodando de um lado para o outro, está jogando com medo da bola, e o Cientista de Futebol, Professor Milton Mendes continua com as suas experiências, e ao final do jogo as palavras do Treinador se repetem:

Estamos em um lugar onde não esperavam, e poderíamos estar melhor;

Esse ponto, diante das circunstâncias, foi bom;

 Mas, estivemos mais perto de vencer do que de perder;

Daqui a pouco as coisas mudam novamente para nós;

As pessoas que gostam do Vasco podem ter certeza de que nunca vamos desistir.

 

Todos nós torcedores do Vasco, estamos com o “coração na mão”, temos um Presidente Ditador que acha que é o dono do Vasco e contrata um Treinador que tem dois defeitos capitais: não sabe escalar e pior ainda não sabe substituir. É um treinador que inventa demais, a cada jogo ele desmancha tudo que experimentou e recomeçar a testar nova formação, e ninguém avisou ainda para ele, que a tolerância chegou ao limite e a aproximação com a zona de rebaixamento está a três pontos.   

            Uns dirão esse Treinador trabalha muito, sim, constrói um muro pela manhã e de destrói a noite, e no noutro dia começa a reconstruí-lo, só para demonstrar que está trabalhando muito. Isso é  evidente quando se vê o Vasco jogando no sistema de alta velocidade e técnica nenhuma, veja que até hoje o time não tem um padrão de jogo, não têm jogadas ensaiadas;  não tem conjunto, pois a cada jogo é uma escalação diferente,  e o Vasco não pode fica assim, esperando por um resultado que nunca vem, era só contratar um técnico experiente e com um “curriculum” de vencedor, mas que esperar do Presidente de Plantão, que em seu passado, já manteve vários técnicos até rebaixar, tipo Celso Roth, ao perder 10 jogos seguidos, e ele vem em entrevista coletiva dizer que, o técnico pediu para sair, de diz mais: “ aqui no  Vasco não a costumamos demitir técnicos, eles que pedem para sai. Técnico não ganha jogo, mas ajuda perder”.   

          Estamos todos embarcados num Barco sem comando, e o mapa do comandante está apagado, e as rotas vão se fazendo pelo “acaso”, e não sabemos onde vamos chegar.

          É, aguardar que os jogadores mais experientes, comecem a comandar o time dentro do campo, e na base da força dos jovens da base, o Vasco consiga conquistar pelo menos mais 23 pontos, e chegar ao final do Campeonato em 12º lugar.

          Com essa onde de mediocridade que tomou conta do Vasco, até as nossas esperanças estão enfraquecidas, hoje estamos brigando pelo “menos pior”, ou seja, escapar do 4º rebaixamento.

          Infelizmente essa é a nossa realidade, e aquelas palavras do “fanfarão” de que o Vasco iria para “as cabeças”, se perderam no ar, e temos que estar preparados para sofrer até as últimas partidas, e torcedor muito para que esse Professor/ Laboratorista  seja substituído agora, porque o Vasco não é lugar para fazer experiências, o Vasco não pode ser um laboratório, o Presidente de Plantão tem que acordar para a vida, pois na próxima rodada tem o Bahia fora, e se perder será a porta de entrada para a Zona de Rebaixamento, o time está sem padrão e o Clube sem patrão.

 

     Economista Wilson Carlos Fuáh – É Especialista em   Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas, e apaixonado pelo Clube de Regatas Vasco da Gama.

Fale com o Autor: [email protected]         

 

 

  

 

 


Compartilhe

Mais comentadas