Home > albertomeunomedeusuario

Hoje a marca Vasco da Gama está num sótão cheio de roedores,encoberta de poeira, jogada num canto.Não há interesse no mercado em explora-la.Sem charme. Isso se revela até no mercado de jogadores.Os bons atletas profissionais de futebol, não se sentem atraidos em fazer parte do elenco do clube. Procuram fama, holofotes, através de vitórias e conquistas. Assim, vislumbran futuro de sucesso em sua carreira.O Vasco não tem mais garimpo para explorar  buscas de pedras preciosas. Sem elas, não há artista que transformam-nas em joias. Não há técnico que tenha sucesso sem pedras preciosas. Em contrapartida, sem recursos financeiros  não há dirigentes que posssam adquirir essas pedras preciosas. Futebol é talento.Talento faz sucesso. Um técnico é organizador de talentos.Não entra em campo.Não defende os avanços do adversário, e nem são artilheiros.Por sua vez, se não souberem utilizar o seu talento em lapidar as pedras preciosas, nada valem tê-las.Sinto-me sempre motivado em criticar as gestões do Eurico Miranda com parcela da administração do Roberto Dinamite.Catastróficas em todos os sentidos.Deixaram terra arrazada.Um deserto. Torna-lo fecundo requer muito trabalho e competência.Não será através de um sopro.Pedem paciência aos torcedores.A paciência requer contrapartida. O que eles oferecem?Quai são os projetos? Basta de promessas que não tem chances de serem cumpridas.Basta de se esconderem em mentiras e farsas. Sejam originais, Não é colocar o rosto para tapa. O que desejamos é um rosto sem maquiagem.Real.Um olhar para o presente e futuro.Olhar o passado com olhar crítico. Não cometer os mesmos pecados. Transparência é o que se exige.Amar o Vasco.Sentir orgulho em poder servi-lo.Desprezar projetos pessoais, aproveitando-se do clube.Não dá para servir a dois senhores ao mesmo tempo.Quero dizer, não misturar compromissos pessoais com compromissos do clube.Um tempo para cada coisa.Enfim, vamos acordar o gigante adormecido. Sua grandeza é estar de pé.Deitado nem que seja em berço esplêndido.Não ser grande só pelo pescoço, como girafa.Ser grande em todos os sentidos.Amém.

Compartilhe

Mais comentadas