Home > crismariottirj

Olá a todos!



Encerrada a última rodada da Taça Rio do Estadual RJ 2019, percebemos o quanto chega a ser ridícula e esdrúxula essa fórmula de disputa - a pior de todos os tempos. Não somente por banalizar os clássicos (muitos deles, esvaziados, sem valer muita coisa) partindo dos próprios clubes (como no caso do Flamengo e do Fluminense, escalando equipes "alternativas" em ocasiões distintas), como também por permitir que derrotas acabem saindo melhor para os clubes do que propriamente vitórias. Senão, vejamos....



A derrota para o Vasco no último minuto de jogo diante do Bangu permitiu ao Club o enfrentamento na semifinal da Taça Rio contra o próprio time alvirrubro, na teoria, um adversário muito menos complicado do que um clube com mais camisa, como seria o caso do Flamengo - eventual adversário do cruzmaltino caso este tivesse empatado com a equipe banguense. 



Já com a derrota de ontem e somando-se ao êxito obtido pelo clube da estação de Guilherme da Silveira no dia anterior, o Fluminense foi somente o quarto colocado na classificação geral. O incrível é que, por conseguir a primeira colocação no grupo A, apesar da derrota, o tricolor carioca joga pelo empate diante do mesmo adversário que o derrotou neste último domingo - o Flamengo, este último que, apesar de ter sido o primeiro colocado da tabela geral do campeonato, terá que derrotar a equipe tricolor se quiser passar à final da Taça Rio...



Imaginando uma final desta mesma Taça entre Vasco vs Flamengo - bem possível de acontecer, caberá ao rubro-negro decidir se deseja vencer o arquirrival da Colina na final, sagrar-se campeão deste troféu mas com o ônus de enfrentar o Fluminense na semifinal geral, aí sim, valendo o título maior de campeão carioca 2019; ou se o melhor seria perder este confronto e eliminar o Fluminense da semifinal, enfrentando como "bônus" o Bangu, um time sem tanta expressão, camisa e torcida como é o caso do Fluminense!



Mas se fora de campo os clubes têm responsabilidade sobre tudo isto pois, de forma majoritária, aprovaram este "monstrengo" que é a fórmula "sem pé nem cabeça" deste certame, dentro de campo cabe aos profissionais de futebol - estes, sim, sem a menor responsabilidade sobre isto - fazerem seus melhores para suas diretorias e torcidas, honrando suas camisas.



E sob esta ótica, cabe registrar o quanto é sortudo o técnico-aprendiz do Vasco, Sr. Alberto Valentim! Ainda que tenha escalado uma equipe reserva e ter "facilitado" a conquista de três pontos da Cabofriense, teve uma segunda chance, em pleno São Januário no último sábado. Bastava uma vitória simples que poderia resolver a classificação para as semis da Taça Rio, porém, mais uma vez, fracassou na missão! Coube ao improvável Boavista, fora de casa num jogo despretencioso, cumprir a tarefa que Valentim e seu esquadrão não conseguiram por méritos próprios...



Para nós, casacas negras da turma da fuzarca, tudo isto é MUITO PREOCUPANTE! A queda de rendimento da equipe vascaína diante de adversários tão fracos DEVE SER analisada COM RESPONSABILIDADE! Ainda que nossa equipe esteja já garantida nas fases finais da Taça Rio e do Campeonato Estadual que vale o título de maior peso, é bom lembrar que no Brasileiro não haverá as Cabofrienses e os Bangus da vida, com todo o respeito aos dois simpáticos clubes. 



Se para muitos (para mim, também), Valentim não é o técnico ideal para a envergadura da camisa cruzmaltina, resta a nós duas perguntas: quem de melhor há no mercado disponível para ser treinador do Vasco ao custo que o Club pode pagar? E imaginando que este alguém exista e seja de consenso da diretoria, dos jogadores e da torcida, o que este técnico apontado como "ideal" faria de muito melhor com o elenco que o Vasco possui hoje? Um caso típico de autoengano, mais um, para (não) variar...



Dentro do contexto atual e sabendo que teremos semanas decisivas pela frente, aqui vai algumas dicas de um mero torcedor, se eu pudesse dar pessoalmente, ao técnico Valentim: escale o que há de melhor, utilize o esquema tático de melhor rendeu até agora: um honesto 4-2-3-1. E, por favor, NÃO É HORA de "comprar briga" com o líder do time, por sinal, o centroavante no qual pode se esperar bolas na rede com maior certeza, pois é mais experiente e mais letal (ainda) do que o novato Tiago Reis, e SEMPRE SERÁ MUITO ALÉM DISSO se comparado ao "possante" Ribamar!



Assim sendo, eu iria de Fernando Miguel; Cáceres, Werley, Castán e Barcellos; Raúl, Lucas Mineiro; Rossi, Brunno César e Marrony; Máxi López no comando de ataque. Com as bênçãos de DEUS, se ELE assim permitir!



********



"Twittadas":



- O áudio vazado na Internet do Werley, se for constatada a veracidade mesmo, diz muito sobre jogadores que gostam de sua pessoa e que estão fechados com seu propósito. E ao meu ver, isto é fundamental para o sucesso em qualquer projeto envolvendo liderança e pessoas geridas;



- O trabalho do Sr.Farias no Vasco é para lá de questionável. Manteve um técnico aprendiz fraco; não está sabendo conduzir o caso do Máxi López em sua renovação de contrato; fez contratações bizarras como Bastos, Sasse e Ribamar... Precisaria rever COM URGÊNCIA seus atos à frente da gestão de futebol do Club;



- Ainda esperando o canal SporTV e seus profissionais dizerem Flamengo A 3 vs 2 Fluminense B, igual fizeram quando o Vasco enfrentou o Flamengo há duas semanas... #FlaPressNãoExiste!



Peço a todos uma força para seguirem meu novo Twitter: @MScMariotti ! A quem puder dar esta moral, agradeço de coração!



Forte Abraço a todos!

Compartilhe

Mais comentadas