Home > ivanmaia

Recuperar posição em um campeonato de pontos corridos é muito complicado. A perda de espaço no início da competição obriga a equipe a realizar um super esforço para subir na tabela. Não se trata de terminar em primeiro, mas sim evitar a queda para a segunda divisão. Mais do que ser campeão (coisa que não passa pela cabeça do torcedor e, acho, que nem pela cabeça dos jogadores), a disputa para evitar o descenso é uma competição à parte. E é essa a competição que o Vasco disputa.

Não adianta olhar nosso time esperando que a melhora ocorra de forma natural. Isso é impossível, pelo nível dos atletas do elenco. Então, três alternativas temos: 1. Contratar atletas de qualidade muito superior a que possuímos; 2. Obter expertise, competência, administrativa no departamento de futebol, melhorando a parte de treinamento técnico e preparação física e médica; 3. Torcer (“secar”)  para que os adversários que flertem com a parte de baixo da tabela não se distanciem muito de nós. O décimo lugar não pode estar muito acima do décimo sétimo (a não ser que nós sejamos o décimo...)

Então, vejamos: 1. em relação a melhoria da qualidade, através de contratação de atletas de qualidade superior, é quase impossível pois o clube não possui dinheiro e nem uma imagem positiva que atraia jogadores de primeira linha. Um clube que está se afogando em dívidas trabalhistas, convenhamos, não atrai profissionais disputados pelo mercado. Mesmo que o Vasco possuísse um departamento de futebol excepcional, com profissionais especializados, reconhecidos e experientes no processo de recrutamento e seleção de atletas, a história de décadas de desmandos e esculhambação, dificulta, e muito, a recuperação do clube e o retorno ao estágio de onde nunca deveria ter saído (por isso não perdoo as administrações incompetentes que se apropriaram de uma entidade que não lhes pertencia e a tratou como quintal de suas residências).

Continuemos: 2. Não adianta possuir centro de treinamento de excelência, com equipamentos e materiais profissionais se o uso dos recursos não forem administrados por profissionais de qualidade comprovada. Aí incluo preparadores físicos, fisioterapeutas, auxiliares técnicos em todas as áreas, médicos e recursos suplementares (boas clínicas para exame e recuperação), etc.. Tenho dúvidas em relação a isso pela quantidade de contusões, sem previsão de retorno a atividade, e pelas decisões precipitadas de retorno com alta taxa de recidiva. Um time que já não é lá essas coisas e termina as partidas exausto como se tivesse sido atropelado por uma boiada, apresentando um festival de atletas com câimbras e queda de rendimento, todo jogo, convenhamos, não entusiasma os torcedores.

Finalmente: 3. “Secar” os adversários talvez seja o recurso mais barato que tenhamos à mão. Afinal torcer pela desgraça dos outros não custa nada... O risco deste recurso não funcionar é que, nem sempre, a sorte e os adversários estarão do nosso lado. Espantar a urucubaca com muita mandinga e reza pode ser uma alternativa para afastar de nós o cálice da ignomínia, infâmia e humilhação que já experimentamos neste início de campeonato.

O ELENCO

Relacionei abaixo o nome dos jogadores à disposição do treinador, com sua situação atual, último time e vencimento do contrato (alguns dados não são conhecidos, nem constam no site do Vasco). São 45 jogadores, entre atletas da base, jogadores próprios, jogadores emprestados e jogadores contundidos:

Fernando Miguel – goleiro – 34 anos – 1,91m – Vitória – 31.12.2020

Sidão – goleiro – 36 anos – 1,88m – Goiás – 31.12.2019

Gabriel Félix – goleiro – 24 anos – 1,90m – Fortaleza – 16.02.2021

João Pedro – goleiro – 21 anos - 1,88m – base – 31.12.2019

Alexander – goleiro – 19 anos – 1,90m – base -

Leandro Castán – central – 32 anos – 1,86m – Roma – 31.12.2019

Oswaldo Henríquez – central – 30 anos – 1,86m – Sport Recife – 15.12.2019

Luiz Gustavo – central - 25 anos – 1,80m – Palmeiras – 31.12.2020

Werley – central – 30 anos – 1,84m – Coritiba – 31.12.2019

Breno – central – 29 anos – 1,91m – São Paulo – 31.12.2020

Ricardo Graça – central – 22 anos – 1,83m – base – 31.12.2020

Matheus Miranda – central – 19 anos – 1,81m – base –

Kainandro – central – 19 anos – 1,86m – base –

Danilo Barcelos – lateral E – 27 anos – 1,86m – Atl. Mineiro – 31.12.2019

Ramon – lateral E – 31 anos – 1,73m – Antalyaspor – 31.12.2020

Henrique – lateral E – 25 anos – 1,73m – base – 03.08.2020

Luan Gama – lateral E – 20 anos – 1,74m – base

Claudio Winck – lateral D -25 anos - 1,84m – Internacional – 31.12.2020

Raúl Cáceres – lateral D – 27 anos – 1,80m – Cerro Porteño – 31.12.2019

Rafael França – lateral D – 21 anos – 1,71m – base – 31.12.2020

Willian Maranhão – volante – 23 anos – 1,79m – Boavista RJ – 31.12.2022

Raul – volante – 22 anos – 1,80m – Ceará – 31.12.2021

Lucas Mineiro – volante – 23 anos – 1,88m – Chapecoense – 31.12.2019

Bruno Silva – volante – 31 anos - 1,83m - Ferroviária (SP) - 25.04.2019

Rodrigo Fernandes – volante - 21 anos – 1,80m – base – 03.02.2020

Bruno Ritter – volante – 19 anos - 1,78m  - base – 31.12.2019

Andrey – volante – 21 anos – 1,76m – base – 31.12.2021

Fellipe Bastos – volante – 29 anos – 1,78m – Corinthians – 31.12.2019

Caio Lopes – volante – 19 anos – 1,80m – base -

Marcos Júnior – meio-campo – 23 anos -            - Bangu RJ – 31.12.2021

Yan Sasse  - meio-campo – 21 anos – 1,73m – Coritiba – 31.12.2019

Bruno César – meio-campo – 30 anos – 1,77m – Sporting PT – 31.12.2020

Lucas Santos – meio-campo – 20 anos – 1,64m – base – 31.12.2020

Valdívia – meio-campo – 24 anos – 1,74m – Internacional RS – 31.12.2020

Dudu – meio-campo – 20 anos -        -  base – 31.12.2020

Yago Pikachu – atacante – 26 anos – 1,68m – Paysandu – 31.12.2021

Rossi – atacante – 26 anos – 1,70m – Shenzhen FC – 31.12.2019

Caio Monteiro – atacante – 22 anos – 1,77m – base – 31.12.2021

Jairinho – atacante – 28 anos -            - Bangu RJ – 31.12.2021

Ribamar – atacante – 21 anos – 1,84m – Pyramids FC – 31.12.2020

Maxi López – atacante – 35 anos – 1,85m – Udinese IT – 31.12.2019

Mateus Moresche – atacante – 20 anos – 1,80m – base – 01.01.2020

Marrony – atacante – 20 anos – 1,84m – base – 31.12.2023

Vinícius Araújo – atacante – 26 anos - - 1,75m – Real Saragoça – 31.12.2019

Tiago Reis – atacante – 19 anos -        - base –

O que você acha? O que Luxemburgo acha?

 

Voltamos em breve.

Saudações Vascainas.

Compartilhe

Mais comentadas