Home > magalrj

Caros vascaínos:

No final de semana em que jogariam Vasco e Fluminense, desloquei-me a Brasília e hospedei-me no mesmo hotel em que estava a delegação do Vasco. 

O motivo foi o aniversário do meu filho, mais vascaíno ainda do que eu que queria autógrafos e fotos com os jogadores e estando junto, a chance de conseguir seria grande. Um hóspede alertou-me que o Max Lopes não era nem um pouco acessível e inclusive na hora do café ficava totalmente indiferente ao restante do grupo e somente com muita sorte conseguiríamos um contato mais direto.

Pois bem, conseguimos fotos e autógrafos com todos os jogadores que foram abordados, sendo atendidos muito educadamente e pacientemente por todos que apareciam na recepção..     Porém um, deixou a desejar no quesito educação, respeito ao torcedor e não fez juz ao direito de imagem que recebe justamente para divulgar a imagem do clube.                   A   sua  imagem com os cabelos pintados de branco, é a de um retardado, enojado com o futebol e que está fazendo um favor ao clube apesar de hospedar-se em hoteis 5 estrelas, ganhar milhares de reais ao mês em que pese apresentar-se gordo, cavar cartões para ficar suspenso e não ter um mínimo de educação e respeito com o torcedor que banca isso tudo.

Refiro-me ao argentino MAX LOPES, que apesar de veterano ainda não aprendeu a conviver com o assédio de torcedor, e nem mesmo a desculpa de que passa por problemas particulares justificam tal procedimento.  Imagino que o clube deveria obrigar os jogadores a serem mais tolerantes e receptivos com o torcedor, já que o direito de imagem é justamente a imagem que eles divulgam não somente a sua como a do clube também  e no caso específico a imagem deixada por ele foi péssima, totalmente incoerente com um jogador conhecido internacionalmente e já em final de carreira. 

 

Compartilhe

Mais comentadas